Constantino: Carlos tenta ‘mitar’ nas redes e mostra pouco apreço pela democracia

  • Por Jovem Pan
  • 10/09/2019 10h03
Dida Sampaio/Estadão ConteúdoO próprio presidente Jair Bolsonaro já fez declarações parecidas anteriormente

O vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro (PSL) escreveu, nesta segunda-feira (9), em sua conta no Twitter, que o Brasil não conseguirá ser transformado “na velocidade que desejamos” se for feito “por vias democráticas”.

“A frase do Carlos Bolsonaro é compreensível, se qualquer pessoa, dependendo do contexto, colocar que a democracia é uma coisa lenta, você tem que aprovar de forma gradual, tem muitos mecanismos arrastados. Então eu posso falar uma frase dessa. É claro que se você tiver um carimbo todo poderoso para decretar tudo as coisas vão andar mais rápido, mas isso é temerário. E quando o filho do presidente diz algo assim e é quem é, que é o Carlos, que tem esse tom mais autoritário, que é o mais agressivo dos filhos, do bolsonarismo que já é uma mentalidade um tanto antidemocrática em muitos aspectos, vamos lembrar que o pai dele, lá atrás, já tinha feito declarações semelhantes, aí gera calafrios. Ele está lamentando que pela democracia não vai, qual a alternativa? Vão vir com um golpe, fechar Congresso? Então assusta, é desnecessário, gera ruídos, vai na linha do que eu falo: os comentários dos filhos do presidente, e do próprio Bolsonaro, muitas vezes, tem atrapalho o andamento do governo.

Bolsonaro está feliz, por exemplo, com seu ministro da Educação, Abraham Weintraub, não porque o projeto do MEC está às mil maravilhas, mas porque ele fica ‘mitando’ nas redes sociais, justamente nessa linha que eles gostam tanto. Então isso não ajuda, gera ruído. Eles criticam, levantam a bola para ser cortardas, e depois ficam surpresos com a reação. Carlos disse, depois, ‘agora eu sou um ditador’. Não, não é um diretor, mas é alguém que não demonstra muito apreço pelas vias democráticas e isso preocupa”, avaliou Constantino.