Constantino: Eduardo Bolsonaro flerta com caminho autoritário e ditatorial

  • Por Jovem Pan
  • 01/11/2019 07h51
Matheus Bonomi/Estadão ConteúdoEm entrevista. o deputado federal diz que poderia haver um novo Ato Institucional nº 5 caso a esquerda radicalize

Eduardo Bolsonaro sugere ‘novo AI-5’, volta atrás, diz que pode ter sido infeliz e pede desculpas. Nesta quinta-feira (31) foi divulgada a entrevista do deputado federal em que ele diz que poderia haver um novo Ato Institucional nº 5 caso a esquerda radicalize.

“A boçalidade autoritária dita pelo deputado Eduardo Bolsonaro é reincidente. Isso nos leva a crer que o pedido de desculpas é absolutamente insincero. Ele já demonstrou várias vezes, em inúmeras ocasiões, o flerte com esse caminho autoritário e ditatorial – um golpe de Estado. Ele está preso na Guerra Fria e enxerga inimigos reais ou imaginários em todos os cantos – gerando cizânia onde passa.”

“É curioso que alguém com esse perfil tenha pensado em ser o embaixador do Brasil em Washington. Veja que o seu guru, o filosofo de Virgínia, também adota esse tipo de mentalidade e discurso com frequência. É o tempo inteiro uma narrativa de que o presidente foi eleito, é amado pelo povo e vai enfrentar as instituições republicanas podres e carcomidas com apoio dos militares. Isso é fascistoide, não é republicano, não é democrático”, completa Constantino.