Constantino: Não pegou bem para Bolsonaro transcrição da reunião

  • Por Jovem Pan
  • 15/05/2020 07h54
Gabriel Biló/Estadão ConteúdoA AGU defende divulgação parcial do vídeo, somente com as participações de Bolsonaro na reunião ministerial

Na reunião de 22 de abril, Jair Bolsonaro reclamou da PF e de serviços de inteligência e disse que iria intervir. Após entregar ao Supremo a transcrição de partes do vídeo, a AGU alegou que as duas falas estão distantes e não conectadas.

A AGU defende divulgação parcial do vídeo, somente com as participações de Bolsonaro na reunião ministerial. Por outro lado, a defesa de Sergio Moro insiste na publicação integral da gravação para contextualizar todas as falas.

“Na transcrição que a própria AGU entregou, o presidente se mostra muito preocupado com possibilidade de sacanagem com alguém da sua família, com segurança e informação. Ele quer informação. Ele também diz que vai interferir e que pode interferir, o que a lei de fato lhe garante.

Agora, o contexto que fica realmente faltando com essas transcrições leva a crer que ele está falando, sim, da superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro.

Quem cuida da segurança dele é o GSI do General Heleno. As atitudes que ele tomou assim que o ex-ministro Sergio Moro caiu foram exatamente na direção de mexer na superintendência do Rio de Janeiro e na diretoria-geral da Polícia Federal. Ou seja, não pegou bem a transcrição para o presidente.”