Constantino: Permanência de Mandetta no cargo estava inviável

  • Por Jovem Pan
  • 17/04/2020 07h55 - Atualizado em 17/04/2020 08h05
EFE / Joédson AlvesEm pronunciamento ao lado do presidente, o novo ministro da Saúde destacou que o Brasil precisa ampliar os testes do novo coronavírus

Nelson Teich garante que tem ‘alinhamento completo’ com Jair Bolsonaro e que saúde economia são complementares. Em pronunciamento ao lado do presidente, o novo ministro da Saúde destacou que o Brasil precisa ampliar os testes do novo coronavírus.

“Eu acho que a troca foi boa. Estava inviável a permanência do Mandetta no Ministério por vários motivos, entre eles a traição e quebra de hierarquia. Assim como também divergências muito gritantes entre as estrategias daqui pra frente.

O novo ministro, além de falar de forma muito mais objetiva e direta, não politizar tanto e não fazer uso politico como se fosse um palanque, está mais alinhado em relação ao peso dado a questão econômica. E é exatamente o que o Jair Bolsonaro vem tentando fazer.

Eu acho que bate no espantalho quem pensa que o presidente Bolsonaro quer normalizar logo amanhã a situação toda como se não existisse pandemia. Não é disso que se trata.”