Constantino: Povo quer ver ação, não só discurso

  • Por Jovem Pan
  • 10/06/2020 07h44 - Atualizado em 10/06/2020 07h49
Antonio Cruz/ Agência Brasil Rodrigo Maia respondeu a declaração de Jair Bolsonaro, que falou que os parlamentares deveriam cortar os próprios salários

Presidente da Câmara defende esforço dos Três Poderes para manter auxilio emergencial em R$ 600. Rodrigo Maia respondeu a declaração de Jair Bolsonaro, que falou que os parlamentares deveriam cortar os próprios salários para ajudar a financiar o benefício.

“Para reduzir o valor do beneficio teria que volta à Câmara algum projeto, para manter em R$ 600 não. Mas para isso é fundamental que os parlamentares contribuam com uma cota, sim, de sacrifício.

É bom sinal que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, tenha aceitado a ideia que vem do governo federal — de Paulo Guedes e Bolsonaro. Mas o que o povo quer ver mesmo é a ação, não só discurso. É fundamental que coloquem em prática esse corte do salario temporário e depois, quem sabe, permanente.”