Constantino: Reforma administrativa tem que ser mandada o quanto antes

  • Por Jovem Pan
  • 12/02/2020 07h52
Alan Santos/PRO secretário-geral da Presidência, Jorge Oliveira, admitiu que não há prazo para enviar ao Congresso a proposta que reorganiza o funcionalismo publico

A falta de apoio político pode derrubar a reforma administrativa planejada pelo governo federa. O secretário-geral da Presidência, Jorge Oliveira, admitiu que não há prazo para enviar ao Congresso a proposta que reorganiza o funcionalismo publico.

“Eu espero que voltem atrás. E parece que o líder do governo no Senado já disse que há um recuo sim e que a reforma deve ser enviada. Rodrigo Maia tinha dito antes que a reforma administrativa não ia andar se não fosse enviada pelo poder executivo. Vamos lembrar: Bolsonaro optou por não enviá-la no ano passado com medo de que que acontecesse no Brasil o que aconteceu no Chile — com a soltura do Lula e tudo mais, jogando lenha nessa fogueira de manifestações nas ruas. Eu achei um erro na época e continuo achando que tem que mandar o quanto antes. É fundamental trazer mais racionalidade para o funcionalismo público, diminuir tantas carreiras e poder gerar um pouco mais de produtividade nesse setor. Espero que o governo envie o quanto antes sua reforma.”