Vera Magalhães: Bolsonaro inicia articulação política e relação com Congresso pode melhorar

  • Por Jovem Pan
  • 13/03/2019 07h57
EFEVários líderes de partidos e representantes da Mesa Diretora relatam que a conversa que houve no sábado resolveu para acabar com algumas desconfianças de cada lado

O presidente Jair Bolsonaro começou a ter uma aproximação maior com o Congresso e neste fim de semana teve reunião com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e a ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

A relação com o Congresso melhorou um pouco. Vários líderes de partidos e representantes da Mesa Diretora relatam que a conversa que houve no sábado resolveu para acabar com algumas desconfianças de cada lado.

Maia estava acompanhado da ministra da Agricultura e os dois fizeram ver a Jair Bolsonaro uma resistência à articulação política no Congresso. O presidente da Câmara disse que havia estigmatização de assuntos como audiências entre parlamentares e ministros, liberação de emendas que fossem protocolares e que isso deve ser mandatório e não a partir de decisões do Executivo, que parlamentares precisam ter ligação com o Governo para cobrar recursos, entre outros temas que foram estigmatizadas como sinônimo de corrupção.

Bolsonaro disse que não ia fazer a política da forma como vem sendo feita, mas Maia e Tereza Cristina disseram que não se tratava disso, mas de articulação e conversas com o Governo e seus ministros.

Emblematicamente, o chefe da Casa Civil não estava na conversa. Onyx Lorenzoni retorna nesta quarta-feira (13) da Antártida. Na sua ausência, o resultado foi a composição da CCJ e o acordo para que a reforma da Previdência não seja votada na comissão até que chegue à Casa o projeto de aposentadoria dos militares.

Isso foi importante para que a oposição não obstruísse a reforma. Os prazos são muito elásticos, a reforma deve passar por muitos estágios e quem tem a chave disso é Rodrigo Maia.

Atrito entre Maia e Onyx

Muito tem se falado na disputa entre os correligionários. Pelo fato de Onyx não ter participado das conversas decisivas nas estratégias no Congresso, pessoas que ouviram Maia dizem que ele descarta essa briga atualmente.

Porém, o fato é que Onyx de fato não esteve nas tratativas que levaram ao voto de confiança do Congresso no Governo.

Vamos ver na volta do ministro de que maneira ele entrará nesse jogo.

Confira o comentário completo de Vera Magalhães: