Vera Magalhães: Falta muito para a oposição reencontrar seu eixo

  • Por Jovem Pan
  • 01/05/2019 08h01
EFEA oposição segue presa ao “Lula Livre” e no caso da Venezuela se mostra desconectada da realidade

1º de Maio, Dia do Trabalho, e pela primeira vez as centrais sindicais devem se unir para um ato conjunto em São Paulo. Em anos anteriores, os eventos eram realizados de forma separada pela CUT, Força Sindical e demais sindicatos. Agora será conjunto em processo contra a reforma da Previdência.

A oposição tenta se unir após sair enfraquecida da eleição no ano passado.

As centrais sindicais, rivais, faziam atos separados, mas agora a CUT adere ao showmício e tentarão unir no mesmo palanque ex-adversários. Devem estar presentes Ciro Gomes, Fernando Haddad e Guilherme Boulos.

Mas se nota uma oposição que não tem nenhuma pauta e que faz contraposição ao presidente Jair Bolsonaro com “mimimi”. Não há uma oposição efetiva, com agenda clara, propostas definidas.

A oposição segue presa ao “Lula Livre” e no caso da Venezuela se mostra desconectada da realidade.

Eles podem até tentar se unir para a foto, mas falta muito para a oposição reencontrar seu eixo. Eles permanecem presos à causas que não têm adesão da sociedade.

Confira o comentário completo de Vera Magalhães: