Vera Magalhães: Governo deve colocar panos quentes na crise entre Judiciário e Receita Federal

  • Por Jovem Pan
  • 27/02/2019 10h13
Arquivo/Agência BrasilA tendência agora é que se tente abafar as investigações. Os auditores, entretanto, aparentam que não aguentarão calados

A investigação sobre agentes públicos promovida por grupo de elite da Receita Federal virou crise entre Judiciário e o órgão, a ponto de envolver Jair Bolsonaro, e o secretário da Receita, Marcos Cintra, que pediram desculpas ao ministro Gilmar Mendes e demais magistrados investigados. A investigação não é nova, e sim o barulho que ela provoca. Ela foi instaurada já no Governo Michel Temer e amplamente noticiada. No começo, a investigação se dava em torno de 800 nomes para investigar declarações de bens e patrimônio. Agora, o que é novo é o vazamento de informações de dois ministros e a mulher de Dias Toffoli, o que poderia turvar ainda mais a relação entre os Poderes. A missão do Governo é colocar panos quentes na crise. A tendência agora é que se tente abafar as investigações. Os auditores, entretanto, aparentam que não aguentarão calados aos insultos de serem chamados de milícias. Está armada a confusão.

Confira o comentário completo de Vera Magalhães: