Vera: Toffoli defende Lava Jato, mas decisão pode antevir outras derrotas

  • Por Jovem Pan
  • 27/09/2019 08h26
Fabio Rodrigues Pozzebom/Arquivo/Agência BrasilToffoli também deve votar a favor de medida que possibilita anulação de sentenças

Em entrevista exclusiva à Jovem Pan, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF)Dias Toffoli, disse que a Corte sempre chancelou a Operação Lava Jato, mas o fato é que, após o julgamento de ontem, já é possível ver que essa maioria está mudando. Nesta quinta-feira (26), seis ministros votaram a favor de retomar as sentenças quando um delator fala antes do delatado, e apenas quatro foram contra.

O placar deve terminar com uma diferença ainda maior, com sete votos favoráveis, já que o próprio Toffoli deve se juntar à maioria e dizer como será a aplicação dessa nova determinação. Os números, portanto, mostram uma maioria já bastante concreta contra uma decisão importante para a Lava Jato, que vai rever várias sentenças e nos permite projetar que outras derrotas ainda podem vir.

A prisão após condenação em segunda instância é uma delas: havia uma maioria muito tênue a favor do cumprimento da pena imediata. Com essa nova configuração do Supremo, isso pode se tornar uma maioria pelo trânsito final em julgamento, só depois dos recursos, o que mudaria a história do cumprimento das penas da Operação Lava Jato. Além disso, existe um habeas corpus na Segunda Turma do Supremo, relacionado a suspensão de Sergio Moro em razão dos vazamentos de conversas entre ele e os procuradores da operação, que também pode estar em risco.