Em silêncio, São Paulo mantém procura por um camisa 9; Calleri está no radar

  • Por Jovem Pan
  • 14/05/2019 15h04
Rubens Chiri/São Paulo/DivulgaçãoJonathan Calleri e Diego Lugano jogaram juntos no São Paulo em 2016. Hoje, o uruguaio é dirigente do clube tricolor

A chegada de Alexandre Pato não brecou as buscas do São Paulo por um camisa 9. Em participação no Esporte em Discussão desta terça-feira, na Rádio Jovem Pan, o repórter Marcio Spimpolo revelou que o clube tricolor ainda procura, em silêncio, um centroavante para reforçar o time no segundo semestre. E o nome da vez é o do argentino Jonathan Calleri.

“O São Paulo procura um 9, e o 9 também procura o São Paulo…. É Calleri!”, afirmou Spimpolo.

O atacante de 25 anos tem, constantemente, o nome envolvido em um possível retorno ao Morumbi. A meteórica passagem pelo São Paulo em 2016 e as recorrentes declarações de amor ao clube o transformaram no maior sonho de consumo da torcida tricolor, que, nos últimos dias, animou-se ao saber que o contrato de empréstimo dele com o Alavés, da Espanha, encerrava-se em junho.

De acordo com Marcio Spimpolo, no entanto, uma eventual volta ao São Paulo não é nada fácil.

“Os empresários nunca quiseram a volta dele, nem nos anos anteriores. Sempre quiseram que ele ficasse fora do Brasil. As adaptações dele nos anos anteriores não foram boas e, neste último ano, ele foi bem, mas o contrato está terminando. Essa é a diferença. Os empresários querem que ele fique lá, querem a renovação de contrato fora do País… Mas o Calleri quer jogar aqui no Brasil se for no São Paulo”, afirmou.

“Pelo que me falaram, os empresários do Calleri teriam batido na porta do Palmeiras, mas, quando soube disso, o Calleri disse que, para o Palmeiras, não iria. Para o Atlético-MG, também, não. ‘Eu quero o São Paulo!’. Só que o São Paulo não tem essa bala toda para pagar. E o Calleri já teria dito que chegaria apenas até a um determinado valor para jogar no São Paulo”, acrescentou.

O jogador tem contrato com o Deportivo Maldonado, do Uruguai, por mais dois anos e meio. Na atual temporada, fez oito gols em 35 jogos pelo Alavés, da Espanha. Em 2017/2018, marcou 12 vezes em 41 partidas pelo Las Palmas. Em 2016, ele atuou no São Paulo por apenas seis meses, mas caiu nas graças da torcida com 16 gols em 31 jogos e participação importante na campanha do time semifinalista da Libertadores.