Ainda na embaixada do Equador em Londres, Julian Assange teme ser preso por autoridades britânicas

  • Por Ulisses Neto/Jovem Pan
  • 06/04/2019 09h17
EFEJulian Assange está na embaixada equatoriana, se sair poderá ser preso pela polícia de Londres

Londres é uma cidade de muitas questões a serem resolvidas no aspecto político, além do Brexit, a outra sendo discutida agora é o caso Assange.

O fundador do site Wikileaks, que há anos vem divulgando documentos secretos mundo afora, vive a expectativa de ser preso pelos britânicos. O site dele acredita que o Equador já firmou acordo com as autoridades britânicas para encerrar o impasse criado em 2012.

Naquele ano, Assange pediu asilo na embaixada equatoriana em Londres para fugir de um pedido de extradição das autoridades suecas. Ele era acusado de cometer violência sexual no país europeu e as autoridades britânicas chegaram a emitir ordem de prisão contra ele.

Julian Assange está na embaixada equatoriana desde então. Se sair poderá ser preso pela polícia de Londres.

O caso na Suécia foi arquivado, mas como o australiano descumpriu uma ordem das autoridades britânicas ele ainda poderá ser preso. Em última instância, o ativista acredita que será extraditado para os Estados Unidos, onde então cumpriria pena de prisão perpétua por ter revelado documentos secretos da diplomacia americana.

No meio dessa confusão está o Equador. Sete anos depois, o país quer se livrar do constrangimento que o caso se tornou para a sua embaixada. Desde que assumiu o posto, o presidente Lenin Moreno vem trabalhando duro para desconstruir o legado de Rafael Correa – e Assange faz parte da questão.

Oficialmente, o governo de Quito nega qualquer acordo para expulsar Assange do prédio no sofisticado bairro de Knightsbridge. Mesmo assim, ativistas, manifestantes e a imprensa se aglomeraram em frente a embaixada equatoriana nesta sexta-feira (05).

A decisão agora depende do presidente Lenin Moreno – em muitos aspectos, e dada a devida proporção, Assange é o Cesare Battisti que caiu no colo do Equador.