Milicianos são presos na zona oeste do RJ por acusação de crimes ambientais

  • Por Jovem Pan
  • 05/07/2018 07h28
DivulgaçãoEles foram detidos por estarem cometendo crimes ambientais relacionados à grilagem de terras em área de preservação

Quase 30 milicianos foram presos pela Polícia do Rio de Janeiro em uma grande operação em comunidades da zona oeste da capital nesta quarta-feira (04).

Os milicianos faziam obras clandestinas na Ilha da Gigoia. Eles foram detidos por estarem cometendo crimes ambientais relacionados à grilagem de terras em área de preservação. Houve apreensão de retroescavadeiras, materiais e equipamentos utilizados nas construções ilegais e irregulares em área de preservação.

Vinte pássaros silvestres mantidos em cativeiros também foram resgatados pelos militares da Polícia do RJ.

O caso foi registrado na 16ª Delegacia da Barra da Tijuca. As obras clandestinas eram realizadas em licença, autorização ou permissão de órgãos da Prefeitura ou de licenciamento ambiental.

*Informações do repórter Rodrigo Viga