Militantes pró-Lula no Sindicato dos Metalúrgicos gritam palavras de ordem contra imprensa

  • Por Jovem Pan
  • 06/04/2018 09h13
Fernando Martins/Jovem PanOs militantes dirigiram-se ao terceiro andar do sindicato, onde a imprensa encontra-se locada para a cobertura dos fatos, e passaram a cantar “Olê, Olê, Olê, Olá, Lula, Lula”, e gritos contra a rede de televisão “Abaixo a rede Globo”

No Sindicato dos Metalúrgicos em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, militantes favoráveis a Lula gritam palavras de ordem contra a Rede Globo e pelo ex-presidente nesta sexta-feira (06) – data em que o petista deve se apresentar à Polícia Federal em Curitiba.

Os militantes dirigiram-se ao terceiro andar do sindicato, onde a imprensa encontra-se locada para a cobertura dos fatos, e passaram a cantar “Olê, Olê, Olê, Olá, Lula, Lula”, e gritos contra a rede de televisão “Abaixo a rede Globo”.

Repórteres, fotógrafos e câmeras encontravam-se, até a madrugada desta sexta no térreo do Sindicato, mas por conta de atos hostis dos manifestantes e militantes de esquerda, eles foram obrigados a mudar de local e dirigir-se ao terceiro andar.

Manifestantes pediram ainda a prisão de Sergio Moro durante esta sexta.

Violência contra imprensa

Logo no início da manhã desta sexta-feira (06), por volta das 05h30, os apoiadores do petista que estão no Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo, ficaram irritados com fotógrafos e câmeras que tentavam mostrar que o número de pessoas diminuiu em frente ao prédio – em relação à mobilização vista na noite desta quinta.

O policiamento no local, segundo informações, é pequeno, e são alguns representantes do sindicato que ajudaram a proteger a imprensa.

Na noite desta quinta, um fotógrafo da agência Estadão Conteúdo foi, inclusive, atingido por ovos arremessados por quem estava no Sindicato a favor de Lula.o agressor, segundo a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) usava camiseta da CUT.

*Informações do repórter Fernando Martins