Secretário do RJ pede desculpas por fraudes em compras da saúde

  • Por Jovem Pan
  • 13/05/2020 06h45 - Atualizado em 13/05/2020 06h45
Reprodução/Redes SociaisO secretário Edmar Santos pediu desculpas à população pelas irregularidades investigadas

Contratos emergenciais firmados pelo governo do Estado e pela Prefeitura do Rio de Janeiro estão sendo investigados por supostas irregularidades. Na semana passa, cinco pessoas foram presas, entre elas está o ex-subsecretário de saúde, Gabriel Neves.

Há fraudes e irregularidades nas compras de respiradores, oxímetros, insumos materiais e até na reserva e leitos na rede privada de saúde para suplementar a quase colapsada rede de saúde fluminense.

O secretário Edmar Santos pediu desculpas à população pelas irregularidades investigadas e disse que montou uma força-tarefa para acompanhar de perto as compras e contratações feitas pela sua pasta.

Nesta terça-feira (12) começaram a chegar 300 respiradores comprados pela Prefeitura na China. Outros 400 devem chegar até o fim do mês.

A assembleia aprovou um Projeto de Lei que torna obrigatório o uso de máscaras de proteções em todos os 90 municípios do Estado. Até o momento, o Rio de Janeiro já contabiliza 1.928 mortes pela Covid-19, 18.486 casos confirmados e 13.124 pessoas recuperadas da doença.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga