Sindicalistas dizem ter garantia de que Governo vai incluir em MP nova contribuição ao setor

  • Por Jovem Pan
  • 21/07/2017 07h08 - Atualizado em 21/07/2017 11h05
Segundo secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o Juruna, o presidente reafirmou o compromisso com a edição da MP com uma alternativa para o financiamento dos sindicatos

Depois de encontro com o presidente Michel Temer em Brasília, sindicalistas afirmaram que tiveram a garantia de que o Governo vai incluir, na medida provisória que prevê ajustes na reforma trabalhista, a criação de uma nova contribuição ao setor.

Segundo secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o Juruna, o presidente reafirmou o compromisso com a edição da MP com uma alternativa para o financiamento dos sindicatos. “Ele quer ser um veículo das argumentações de defesa do funcionamento do sindicato. Para isso precisa regulamentar contribuição que não seja obrigatória, mas decidida em assembleia”, disse.

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, sinalizou com a possibilidade de encaminhar a MP ao Congresso já na volta do recesso.

Juruna, no entanto, explicou que os sindicalistas não têm pressa. Vale lembrar que as novas regras só entram em vigor em novembro. A ideia é que a MP seja encaminhada ao Congresso antes. Na segunda-feira, as centrais sindicais se reúnem em São Paulo para tentar afinar o discurso. A MP precisa passar pela Câmara e o Senado.

*Informações da repórter Luciana Verdolin