Afinal, sexo é determinante para uma boa relação? Paula Napolitano responde

  • Por Jovem Pan
  • 26/05/2017 11h10
Reprodução

O sexo é sempre um grande tabu numa relação. Será que seu parceiro não te ama mais quando o ritmo cai? A prática é determinante para que uma relação seja duradoura e próspera? Para a terapeuta sexual Paula Napolitano, o sexo não determina o status de um relacionamento amoroso.

“Tem casais que consideram sexo como determinante e outros não. É reducionista que será determinante. São muitos fatores que influenciam, positivamente ou negativamente. Precisamos saber com quem estamos do lado. Se para uma é e para a outra não, aí teremos problema”, explica.

Sexo é importante, mas não faz as pessoas mais felizes. Napolitano diz que pesquisa mostram que o sentimento afetivo é o fator que traz felicidade ao dia a dia, não necessariamente ligado ao relacionamento amoroso.

“Pesquisam mostram que essa crença de quem faz mais sexo é feliz e saudável não existe. O que tem comprovado é que relacionamentos trazem mais felicidades. O sentimento afetivo é preponderante à felicidade”, conta.

Como de praxe, a conversa é sempre a melhor saída para se resolver crises entre um casal. É sempre bom estar atento aos sinais de que algo não está bem para poder sentar e resolver da melhor forma possível.

“As pessoas precisam tirar da cabeça essa cobrança de que uma vida sexual só é boa quando se transa quatro vezes por semana”, alerta.