Curador da exposição "Castelo Rá-Tim-Bum" orienta como melhor apreciar a visita

  • Por Jovem Pan
  • 07/08/2014 08h29
Apu Gomes /Folhapress

Quem foi criança na década de 1990 cresceu assistindo às aventuras de Nino, Pedro, Biba e Zequinha nos coloridos cômodos e passagens secretas do Castelo Rá-Tim-Bum. Quem nunca quis um armário na cozinha cheio de armários de todos os tamanhos possíveis? E uma árvore viva com uma serpente rosa no meio da sala de estar? Para comemorar os vinte anos do lançamento do programa educativo da Cultura, o Museu da Imagem e do Som promove a megaexposição Castelo Rá-Tim-Bum, com os cenários, roteiros e figurinos da produção.

A procura de ingressos por pessoas entre 20 e 30 anos tem sido enorme, assim como por crianças pequenas que nem chegaram a acompanhar a série na TV na época. A procura foi tanta que a bilheteria chegou a ser fechada no início da tarde logo nos primeiros dias da exposição, com os ingressos esgotados. Um lote especial foi vendido apenas pela internet para o próximo sábado (9), e a bilheteria estará fechada excepcionalmente neste dia inteiro. Os 3 mil ingressos disponibilizados foram esgotados em uma hora, e os horários agendados vão das 8h às 23h.

O curador assistente da exposição do Castelo Rá-Tim-Bum, Renan Daniel, participa de entrevista no Morning Show desta quinta-feira (7) sobre a repercussão da mostra. Ele também orienta sobre como apreciar a visita sem perder nenhum detalhe.