Digão e Canisso falam sobre saída de Rodolfo do Raimundos: ‘Faltou conversa’

Dupla participou do quadro ‘No Caminho Te Explico’, do Morning Show, e contou sobre o início da banda nos anos 80 e de como a saída do vocalista mexeu com os ânimos do grupo

  • Por Jovem Pan
  • 15/07/2021 21h59 - Atualizado em 15/07/2021 22h17
Reprodução/ Instagram @raimundosrockRaimundos está na estrada desde o fim dos anos 80

Na semana em que o Brasil comemora o Dia Mundial do Rock, Digão e Canisso, membros do Raimundos, relembraram histórias do início da banda em Brasília, no fim dos anos 80. Durante uma conversa a bordo do Volvo XC40 com Fred Ring, no quadro “No Caminho Te Explico”, do programa Morning Show, a dupla explicou porque o vocalista Rodolfo deixou o grupo em 2000. “Foi uma decisão pessoal dele, ele teve uma mudança de vida e achou que não cabia mais no Raimundos. Eu acho que faltou conversa na época, foi cada um pro seu lado super ofendido e alguém podia ter falado ‘calma galera'”, contou Canisso. “Naquela época faltou um empresário, alguém que segurasse”, lembrou Digão. O vocalista, inclusive, afirmou que hoje está resolvido com o antigo parceiro de banda e que um documentário sairá em breve contando a história do grupo.

Questionados do porquê a maioria das bandas de rock dos anos 1980 saíram de Brasília, Canisso desvendou o mistério. “Aí tem uma coisa comum: uma falta absoluta do que fazer. Não tinha nada para fazer, não tinha festa, balada, lugar para as bandas tocarem etc. E os CDs que eu ouvia de Ramones, por exemplo, vinha da mala diplomática dos meus amigos”, contou. Considerados uma das bandas mais importanes do rock nacional, com hits muito conhecidos como ‘Mulher de Fases’ e ‘Quero ver o Oco’, o Raimundos também faz parcerias inusitadas. Digão contou como conheceu Ivete Sangalo, que participou do DVD Acústico de 2017.”

“Eu conheci a Ivete no Rio de Janeiro, quando ela tinha saído da Banda Eva e estava começando a carreira solo. Eu ia muito no estúdio da galera do Yahoo e um dia eu cheguei e estava a Ivete tocando bateria. Ela me tratou super bem e depois que estourou sempre me tratou do mesmo jeito. Quando rolou o acústico, a gravadora pediu uma voz feminina e cogitaram Anitta, e eu falei que podia ser a Ivete. Mandei uma mensagem pra ela perguntando se ela toparia e ela respondeu ‘claro’. Foi legal”, disse. No bate-papo, Digão e Canisso também contaram histórias do passado, de como se conheceram, como a banda começou e o que vem pela frente.

Confira abaixo a íntegra do Raimundos no quadro ‘No Caminho Te Explico’