Fotógrafo Angelo Pastorello não esperava sucesso mundial de Gisele Bündchen

  • Por Jovem Pan
  • 24/05/2017 11h51
Reprodução

Angelo Pastorello é um dos grandes nomes da fotografia no Brasil. O fotógrafo foi um dos primeiros a trabalhar com Gisele Bündchen, quando ela era apenas uma adolescente em início de carreira. Em conversa no Morning Show desta quarta-feira (24), Pastorello disse que não imaginava que a gaúcha se tornaria uma das maiores top da história da moda e elogiou a personalidade forte que ela apresentava desde os 15 anos.

“Para as pessoas que trabalham diretamente com agências de moda, talvez tenham essa percepção de quem vai ser um sucesso. Eu não tinha. A Gisele tinha 14 anos quando a conheci e a cada sessão dava para perceber que ela tinha evoluído bem. Mas acho difícil apontar que ela teria uma carreira dessas naquela época”, disse.

Em uma das fotos feitas para o editorial da revista Capricho, em julho de 1995, a top brasileira aparece espontânea com o dedo em riste. Pastorello ressaltou como Bündchen sempre teve uma personalidade definida, que acabava transparecendo nos cliques.

“Ela deixava esse tom de irreverencia e humor aparecer. Tem fotos desse trabalho que ela tem uma atitude própria. Isso faz diferença nas minhas fotos”, contou. “Durante os intervalos de troca de roupa sempre acontece alguma coisa. Coisas casuais que acontecem fora do editorial. Numa das fotos, ela precisava beijar um cara e eu fiquei brincando, aí ela deixou o dedo em riste”, explicou a história do clique.

Pastorello também tem história no rock nacional. O fotógrafo é integrante original da banda Violeta de Outono e irá se apresentar no dia 27 de maio, no Sesc Pompeia, para comemorar o lançamento do primeiro disco do grupo, que completa 30 anos. A apresentação custará R$ 20 e tem início marcado para 21h.