Marcos Mion fala sobre saída de Hermes e Renato e João Gordo: "Sempre lutei por todos"

  • Por Jovem Pan
  • 18/12/2014 11h11
Jovem Pan O apresentador Marcos Mion concedeu entrevista no Morning Show desta quinta-feira (18)

Desde 2010 no comando do Legendários nas noites de sábado, Marcos Mion relembra que no início não sabia como o program seria. “Hoje a gente sabe que o Legendários não tem nada a ver com o CQC e com o Pânico, mas no começo foi classificado como do mesmo segmento”, descreve. Para fugir da concorrência, o programa acabou sendo obrigado a entrar no horário do sábado à noite, que até então era considerado morto.

“Hoje vemos que o horário está disputado. Ver a Globo se mexendo para mudar 100% do conteúdo do Altas Horas me deixa honrado”, diz. Para ele, o maior segredo de Legendários é a adaptação, já que começou com uma proposta de exibir muitos videotapes e acabou se tranformando para ficar mais no formato de auditório. “No começo, a gente nem sabia direito o que estava acontecendo e a gente já estava no ar. Isso gerou descontentamento de pessoas do elenco, que foram contratadas para fazer uma coisa e faziam outra. Algumas se adaptaram e outras saíram”, argumentou ele.

Questionado sobre a saída de Hermes e Renato e João Gordo, ele disse que não esteve envolvido nas decisões. “Quem saiu, saiu por vontade própria ou da emissora, eu sempre lutei por todos”, explicou.

Ele conta que apesar de o programa ter um grande público de adolescentes, a maior fatia de fãs é de pessoas de mais de 50 anos. “Hoje eu sou o maior companheiro das tiazonas. Eu amo as tiazonas e as tiazonas me amam”, descreve, entre risadas.

Conhecido por se dedicar ao fisiculturismo, ele fala um pouco sobre sua rotina de treinos. “Me identifiquei demais com o estilo de vida do fisiculturismo, como a questão dos horários da alimentação e a disciplina. Você acorda todo dia e sabe que vai sentir dor, enfrentar seu fracasso, porque o peso sempre vai ganhar de você. Essa história de superação levo para a vida inteira”, conta ele.

Segundo Mion, a rotina de treinos inclui muito frango com batata doce, se alimentando de três em três horas. “Muita gente fala que eu estou tomando bomba, mas se você treina como eu treino e come o que eu como, não tem jeito, é uma equação matemática”, relata.

#AquiNaPan – Relembre melhores momentos em vídeo

Marcos Mion fala sobre dia em que olhou para o pênis de Bon Jovi

“Quem saiu, saiu por vontade própria”, diz Marcos Mion sobre Legendários