"Tem dia que você não está afim", desmistifica a Palhaça Rubra sobre a profissão

  • Por Jovem Pan
  • 25/07/2014 11h08
Jovem Pan<p>Lu Lopes esteve no Morning Show e falou sobre a carreira</p>

Lu Lopes tem uma das profissões mais difíceis do mundo: deixar os outros felizes mesmo quando ela mesma não está bem. Nesta atividade há 21 anos, a Palhaça Rubra começou no grupo Doutores da Alegria, que atende crianças e adultos internados em hospitais. Atualmente ela se apresenta na peça Desmiolações, em São Paulo, e tem o canal TV Rubra no Youtube.

“Do Doutores da Alegria surgiu o grupo de pesquisa de jogos de improviso, e deu muito certo. A gente ensaiava por horas. Não o que vai falar, mas a estrutura do improviso”, explica Lu Lopes, que revela que entrar para os Doutores é mais difícil que parece e é necessário estudar muita filosofia e diferentes autores.

Ela conta que quando entrou no grupo, achou que ia apenas ajudar os outros, mas descobriu que sem foi ajudada foi ela mesma. O trabalho a preparou para o difícil momento da morte da mãe e de outros momentos de doença. “A gente entende melhor o mecanismo humano da doença. Precisamos aprender a não se vitimizar, tem que entender o que acontece dentro de você para saber o que te fragilizou para ficar doente”, disse.

A maior dificuldade da profissão, diz ela, é encontrar felicidade dentro de si mesma para fazer os outros rirem. “A maior dificuldade é me entregar. Tem dia que você não está afim, tem dia que acontecem coisas na vida”, conta. 

Além dos Doutores da Alegria, Lu tem se envolvido em diversos projetos relacionados à personagem Rubra. Na TV Rubra ela entrevista crianças, e destaca a espontaneidade dos pequenos. “A criança é um ser humano que reage àquilo que ela viveu até aquele momento. A criança pode ter medo de palhaço ou não, pode ter medo da professora ou não e até dos pais, dependendo da energia que ela encontra pela frente”, reflete.

Quando uma criança se assusta com a fantasia de palhaço, que segundo Lu não é das mais “fofinhas”, ela tenta buscar dentro de si o que causou aquela reação, e procurar outro modo de acessar a pessoa. Confira na íntegra o áudio.

 

Serviço:
Demiolações
Sábados e domingos
Horário: 17h30 até 18h30
Classificação: A partir de 4 anos de idade
Ingressos: R$30 (inteira) e R$15 (meia)
Teatro Alfa
Endereço: Rua Bento Branco de Andrade Filho, nº 722 – Santo Amaro, São Paulo