‘Temos a vacina mais política da história’, diz Romeu Zema

Em entrevista ao Morning Show, Romeu Zema afirmou que, assim que vacinas contra Covid-19 estiverem disponíveis, mineiros serão imunizados em 24 ou 48 horas

  • Por Jovem Pan
  • 13/01/2021 12h35 - Atualizado em 13/01/2021 12h56
Pedro Gontijo/Imprensa MGMinas Gerais enfrenta novo pico do novo coronavírus e registra 602.833 infectados pela doença

Em entrevista ao programa Morning Show, da Jovem Pan, nesta quarta-feira, 13, o governador de Minas Gerais analisou o avanço da pandemia do novo coronavírus no estado, classificando como prejudicial a politização da vacinação contra a doença. “Infelizmente, nunca vi uma questão de saúde ser tão politizada. A vacinação deveria ter sido restrita às esferas do ministério e secretarias de Saúde. Como isso não ocorreu, hoje temos a vacina mais política da história e quem sai prejudicado desta história é a população brasileira”. Para o governador, Minas está preparada para iniciar a vacinação contra a Covid-19 assim que algum dos imunizantes for aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “A vacinação já está toda estruturada no estado, apenas no ano passado adquirimos 50 milhões de seringas e agulhas, além de refrigeradores. Os mineiros da primeira leva do grupo de risco devem ser vacinados em 24 ou 48 horas após a aprovação do primeiro imunizante”, disse Romeu Zema.

Com o contágio em alta, Minas Gerais registrou o quarto recorde seguido na média móvel de casos de Covid-19 nesta terça-feira, 12. Apesar disso, o estado apresenta a menor taxa de mortalidade entre todos os outros do país. “Realmente a situação atual é muito preocupante, mas dentro do possível, não faltou atendimento ou leitos para nenhum mineiro. De toda forma, a situação serve de alerta porque, nos últimos 45 dias, aumentou muito a quantidade de pessoas que procurou atendimento hospitalar devido ao coronavírus”. Segundo o último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES), até o momento, são 602.833 infectados e 12.750 mortos por complicações da Covid-19.

Confira na íntegra a entrevista com Romeu Zema, governador de Minas Gerais: