CEO da E.Body conta como inovou mercado fisioterapêutico no Brasil após viagem ao redor do mundo 

Marijana Marjanovic trouxe para o Brasil a tecnologia alemã da eletroestimulação, exercício que exercita os músculos do corpo

  • Por Jovem Pan
  • 24/01/2022 16h46 - Atualizado em 24/01/2022 17h46
Reprodução/Jovem Pan Marijana Marjanovic fala no estúdio do Mulheres Positivas Marijana Marjanovic foi a convidada do Mulheres Positivas deste sábado, 22

A croata Marijana Marjanovic foi a convidada de Fabi Saad no programa Mulheres Positivas deste sábado, 22. Em entrevista, ela contou sobre sua saída da Alemanha e a escolha de vir ao Brasil para investir na tecnologia da eletroestimulação com a empresa E.Body. “Eu não tinha tempo, o mercado financeiro na Alemanha é puxado, mas também não gostava da academia convencional. Descobri essa metodologia em 2008, me matriculei e me apaixonei pelo treino e pelo ambiente diferenciado. Em 2017, desisti e quis mudar algo na minha vida. ‘Qual é meu propósito?’ ‘O que eu quero fazer?’”, disse. “Numa viagem ao redor do mundo, decidi onde ia empreender. Viajei seis meses sozinha, minha primeira viagem de mochila, fui bem roots. Me apaixonei pela Austrália, analisei o mercado. O último destino foi o Brasil, analisei o mercado e decidi abrir aqui”, contou. 

Para a empresária, o grande diferencial da eletroestimulação é o ganho de tempo em relação à porcentagem de músculos exercitados. “A eletroestimulação vem da medicina esportiva e da fisioterapia, mas sempre foi usada para a recuperação de lesões. Em 2007, na Alemanha, começaram com treinamento para o corpo inteiro. A eletroestimulação é um processo involuntário, é muito mais intenso, atende muito mais fibras musculares profundas que um treino convencional não consegue”, disse. “Você treina 90% dos músculos em 20 minutos. Tem que usar a tecnologia a seu favor, por isso é tão eficaz. Hoje, tempo é o maior luxo que temos, tem um grande valor. A gente oferece essa solução. Treinar 20 minutos duas vezes na semana, você sente o corpo inteiro. A procura cresce cada vez mais. Sabemos que massa muscular é importante para o bem do corpo”, explicou.

Desde que se estabeleceu no Brasil, Marjanovic abriu unidades em bairros como Itaim Bibi, Vila Madalena, Moema e Campo Belo e já possui planos para o futuro da empresa. “Eu cheguei em 2017, em abril. Todo o processo que eu achei que seria muito mais fácil, demorou. A primeira foi aberta em agosto, no Itaim Bibi, e agora abriremos em Perdizes. Trouxe o conceito do microestúdio da Alemanha. Lá são mais de 1500 estúdios com esse modelo. Esse ano queremos dobrar as unidades e expandir em modelo de franquia. A gente acha um bairro onde você quer abrir e vamos lá.

Marijana ainda conta como os investimentos da E.Body a fizeram encontrar seu marido, de quem está grávida pela segunda vez. “Entrou como sócio, tivemos uma relação muito profissional. Sempre falou mais alemão que eu, pragmático e certinho, falávamos sobre trabalho. Depois de um tempo, nos conhecemos mais e me apaixonei. Conheci ele como pessoa. Empreender no Brasil não é fácil, não é para amadores. Construir uma família e casar foi o projeto mais fácil”. Após a maternidade, a croata conta que busca cada vez mais se conectar com a natureza para cuidar da família. “Estou aprendendo o equilíbrio entre trabalho e vida social, São Paulo é uma cidade acelerada. Com o segundo filho, mudamos um pouco para o interior e eu fico na parte de gestão. Trabalhar online ajudou muito. É um equilíbrio perto da natureza. É a flexibilidade de conectar a família com o trabalho. As mães ficam nessa divisão entre família e vida profissional, isso se junta cada vez mais”, completou.

Como mulher inspiradora, Marjanovic lembra de Helen Keller, escritora, ativista e primeira pessoa surdocega a conquistar um bacharelado. Como indicação de filme, a empresária se aprofunda ainda mais na história de Keller, com a escolha do longa “O Milagre de Anne Sullivan”, que conta a história da garota que tenta ajudar a amiga com cegueira a se desenvolver e se adaptar ao mundo. Como livro, Marijana traz “Wanderlust”, de Rebecca Solnit, que aborda o desejo de viajar pelo mundo.

Confira na íntegra a entrevista com Marijana Marjanovic: