Diretora de marketing da PPA fala sobre desafio de cuidar da empresa sendo filha do dono: ‘Calma e paciência’

Mariane Peres fala sobre a importância da família para a construção da empresa na década de 80: ‘É muito gratificante contar essa história’

  • Por Jovem Pan
  • 21/02/2022 11h32 - Atualizado em 21/02/2022 18h39
Reprodução / Jovem Pan News Mariane Peres Mariane Peres falou sobre a importância das atuais gerações terem calma e paciência com seus objetivos

O Mulheres Positivas desta semana recebeu a diretora da PPA Brasil, Mariane Peres, para falar sobre carreira, próximos empreendimentos e seus sonhos como uma mulher de negócios. Em entrevista à Fabi Saad, ela contou sobre a importância da família para a construção da empresa na década de 80. “Minha mãe dava aula nos três períodos para subsidiar a nossa casa. Só ralação da nossa família. Como não entrar nesse mesmo meio?”, inicia a Mariane. “Sempre falo que sou irmã mais nova da PPA [por ter nascido dois anos depois da fundação]. A minha vida inteira acompanhei meu pai e mãe na empreitada deles. E é muito gratificante contar essa história. Naquela época não tinha portão automático no Brasil e era muito caro, era o preço de um fusca. Imagine você no interior de São Paulo começar uma fábrica de portão automático”, conta a entrevistada, citando o início da história da empresa, que é líder na América Latina na produção de portões eletrônicos, cancelas, portas automáticas, controles de acesso e segurança eletrônica.

Atualmente, a PPA possui mais de 100 mil pontos de distribuição e está presente em 30 países, além do Brasil. Mesmo com a expansão, Mariane Peres conta que a companhia continua tendo como base as famílias. “Desde o início da empresa a nossa cultura é bem diferenciada, nossos distribuidores são levados no relacionamento. Muitos deles trabalhavam na PPA, começavam na linha de produção, de equipe técnica e chegaram ao momento de abrir seu próprio negócio. […] Temos uma distribuidora que só tem mulheres. A grande maioria são famílias, um é financeiro, outro vendedor, outro técnico”, menciona a empresária, que foi responsável pela expansão da empresa aos Estados Unidos, momento considerado “grande divisor de águas” para sua carreira.

“Quando entrei na PPA todos já sabiam que era meu sonho. Mas ser a segunda geração é complicado, ser filha do dono. Com calma fui mostrando o que fazia e o que podia fazer, aí as pessoas começaram a me respeitar, com calma e paciência”, diz Mariane Peres, que deixa uma mensagem para aqueles que vivem a mesma situação. “Nós da segunda geração viemos com muitas ideias novas, querendo mudar o planeta. Não adianta querer mudar tudo de uma vez só, não é assim que funciona. Temos que escutá-los, ir mostrando o caminho com calma e conquistando espaço naturalmente”, acrescenta. Como exemplo de uma Mulher Positiva, a diretora de marketing escolheu homenagear Chieko Aoki, presidente e fundadora da rede Blue Tree Hotels. “Ela é demais. Da onde ela veio, o que ela construiu e a forma como ela construiu, a identidade que ela criou para os hotéis é diferenciada. Gosto muito dela.”

Confira na íntegra a entrevista com Mariane Peres: