Vice-presidente de vendas da RB, Heloisa Glad conta como conseguiu promoção após licença-maternidade

Mãe de três meninas, a profissional explicou que saber se posicionar e definir prazos fez toda a diferença na sua carreira

  • Por Jovem Pan
  • 01/02/2021 19h19
Jovem PanHeloisa Glad explicou no "Mulheres Positivas" como redirecionou sua carreira após a gravidez

Conciliar a carreira com a maternidade é um desafio enfrentado por inúmeras mulheres, e Heloisa Glad, vice-presidente (VP) de vendas da RB, empresa que representa marcas como Veja, Vanish, Sustagem e SBP, sabe bem disso. Em entrevista ao Mulheres Positivas desta segunda-feira, 1º, a profissional, mãe de uma adolescente de 16 anos e de gêmeas de 10, explicou que conseguiu sua sonhada promoção após voltar da licença-maternidade por saber se posicionar. “Quando minha primeira nasceu, eu estava nos Estados Unidos, então eu me virei sozinha, foi uma experiência legal, mas difícil. Quando eu voltei para o Brasil, tive as gêmeas e, naquele momento, trabalhava igual louca, muitas horas por dia. Um pouquinho antes de engravidar, eu estava esperando uma promoção, trabalhei muito para isso”, começou contando Heloisa.

Com três meses de gravidez, ela conversou com seu chefe. Após dois meses, ele disse que estava preocupado e perguntou se ela não queria antecipar a licença-maternidade. Além disso, o executivo avisou que não ia falar sobre a promoção que havia prometido, pois logo sua funcionária teria de se afastar para cuidar das bebês. “Foi um momento de frustração, uma pessoa não pode dizer a outra que ela vai deixar de ser promovida por estar grávida. Ele não me deu a promoção, deu minha licença. Quando voltei, eu o chamei e disse que queria continuar na empresa, mas com uma condição: teria que ser promovida em um mês, mesmo não tendo outro trabalho em vista na época”, contou Heloisa. “Aprendi que a gente tem que reagir, de forma coerente, e não engolir [essas situações]”, enfatizou a profissional. Ela afirma que o episódio serviu como aprendizagem e, atualmente, sabe lidar melhor com as funcionárias que ficam grávidas na empresa em que trabalha.

Saber se vender é importante

Durante o programa, Heloisa também contou que, até virar uma gerente sênior, não sabia lidar muito bem com a gestão da sua carreira. “Sempre me considerei muito competente, acreditava que os chefes iam me reconhecer sempre. Chegou um momento da minha carreira em que eu ganhei uma mentora extremamente competente. Ela me perguntou qual era minha frustração, eu disse que já estava pronta para o próximo passo, mas me disseram que eu teria que esperar um ano para a minha promoção. Ela perguntou o que eu falei para o meu chefe, e eu disse que falei que compreendia e ia esperar.”

A mentora perguntou por que ela não deu um prazo ao chefe e a encorajou a falar novamente, não só com ele, mas com profissionais que estavam em cargos acima do dele. “As mulheres, digo isso baseada em pesquisas, não negociam tão bem quanto os homens no ambiente corporativo. Os homens se vendem super bem, eles se supervalorizam a todo momento, pedem aumento com toda a naturalidade”, comentou a profissional, que conseguiu o cargo que queria por saber se posicionar e dar prazos.  Heloisa deixou claro que ama trabalhar e disse que conciliar a carreira com a maternidade ficou mais fácil quando ela aprendeu que não poderia ser perfeita em tudo e a todo momento. “A gente não consegue fazer tudo 100%. Estabeleça as rotinas, sempre tentei ter tempo com as minhas filhas e também com cada uma delas individualmente. Não é fácil fazer tudo isso, mas fui aprendendo e sigo aprendendo.”