Alonso diz que abandonou GP da Itália para preservar McLaren

  • Por Agencia EFE
  • 06/09/2015 13h21

Redação Central, 6 set (EFE).- O espanhol Fernando Alonso afirmou neste domingo que abandonou o Grande Prêmio da Itália quando faltavam seis voltas para o fim, porque preferiu evitar desgaste ainda maior ao carro da McLaren.

“Decidi parar para evitar danos maiores, além disso, estava fora da zona de pontuação. Não havia possibilidade de terminar a corrida somando pontos”, disse o duas vezes campeão mundial à emissora de televisão “Antena 3”, da Espanha.

Alonso admitiu que a escuderia tinha poucas esperanças de bons resultados na Bélgica e Itália, então, o momento já é de pensar na próxima prova, o Grande Prêmio de Cingapura, que acontecerá daqui a duas semanas.

“Sabíamos que seriam as corridas mais complicadas do ano e, infelizmente, isso se mostrou verdade. Tomara que possamos ser mais competitivos nas próximas corridas, para seguir aprendendo, disse o piloto espanhol.

O titular da McLaren negou que a punição com perdas de posição no grid de largadas prejudicou seu desempenho na corrida, já que o roteiro deste primeiro ano de parceria da escuderia e da Honda já era esperado e será o mesmo até o fim do ano.

“Haverá corridas um pouco melhores, outras piores, mas é o que nos resta, sofrer um pouco e preparar as coisas bem para o ano que vem”, concluiu Alonso. EFE