Americana recupera título mundial do salto em distância dez anos depois

  • Por Agencia EFE
  • 28/08/2015 17h17

Pequim, 28 ago (EFE).- A americana Tianna Bartoletta, que foi campeã mundial no salto em distância em 2005 como Tianna Madison, recuperou o título dez anos depois nesta sexta-feira graças ao alto de 7,14 metros, superando a britânica Shara Proctor (7,07 m).

A sérvia Ana Spanovic, que chegou ao Mundial de Pequim com uma marca de 6,88 metros e era apontada como favorita, voltará para casa com o recorde nacional de 7,01m e a medalha de bronze.

Bartoletta, especialista no revezamento 4×100 (ouro com os Estados Unidos na final olímpica de Londres em 2012), conquistou seu segundo título mundial com dez anos de diferença, a alguns de completar 30 anos.EFE