Argentina destaca destruição de mais de 272 mil armas com plano voluntário

  • Por Agencia EFE
  • 12/05/2014 13h34

Buenos Aires, 12 mai (EFE).- O governo argentino destacou nesta segunda-feira a destruição de mais de 272 mil armas de fogo graças ao Programa Nacional de Entrega de Armas, de caráter voluntário, que concedeu à Argentina o reconhecimento das Nações Unidas como país em desarmamento.

“É um fator muito importante que coopera na redução de homicídios dolosos”, explicou o chefe de Gabinete do Executivo argentino, Jorge Capitanich, durante sua entrevista coletiva diária.

O funcionário ressaltou que a Argentina “lidera, de acordo com as Nações Unidas, o ranking de países com destruição de armas” e detalhou que graças ao programa de entrega voluntária impulsionado pelo governo, foram destruídas 272.366 unidades desde 2007.

“É muito importante o fator de cooperação para eliminar as armas porque historicamente a República Argentina tinha 50 empresas fabricantes de armas. Hoje somente tem duas e grande parte se destina às exportações”, detalhou Capitanich.

“Na Argentina existem 1,3 milhão de armas. Nesse contexto, e na redução progressiva das mesmas também se reduz o fator de risco respeito a homicídios dolosos”, acrescentou.

Segundo os dados oficiais, desde a entrada em vigor do plano governamental de desarmamento, em 2007, na Argentina foram destruídas 272.366 armas de fogo, das quais 153.846 foram entregues voluntariamente e o resto foi apreendido pelas forças de segurança em diferentes operações. EFE