Ataque de drone americano no Iêmen mata cinco supostos membros da Al Qaeda

  • Por Agencia EFE
  • 12/08/2015 13h38

Sana, 12 ago (EFE).- Pelo menos cinco supostos membros da rede terrorista Al Qaeda no Iêmen morreram nesta quarta-feira em um bombardeio lançado por um avião não-tripulado americano no sudeste do país, informaram à Agência Efe testemunhas.

O ataque teve como alvo o veículo no qual viajavam os extremistas nas proximidades do quartel da Brigada 27, localizada na rota litorânea da cidade de Al Mokala.

Esta cidade, capital da província de Hadramut, está desde abril sob o controle do grupo jihadista, que tem desdobrados cerca de 6 mil combatentes, segundo moradores locais.

Em 30 de julho, cinco militantes da Al Qaeda procedentes de Al Mokala perderam a vida também em um ataque de um avião não-tripulado americano, em uma zona da província meridional de Abian.

Entre os mortos está um dirigente da organização, identificado como Abu Ahmad al Kazmi.

Os EUA sustentam que a Al Qaeda na Península Arábica (AQPA), com base no Iêmen, é um dos braços mais perigosos e ativos da rede terrorista.

Aviões não-tripulados mataram em 16 de junho o líder da AQPA, Nasir al Wahishi, que era considerado o “número dois” do líder máximo do grupo matriz Al Qaeda, o egípcio Ayman al- Zawahiri. EFE