Bombardeio no Iraque mata oito jihadistas, entre eles um líder do EI

  • Por Agencia EFE
  • 28/07/2015 08h58

Mossul (Iraque), 28 jul (EFE).- Pelo menos oito jihadistas morreram nesta terça-feira, entre eles um líder, e dez ficaram feridos em um ataque de um avião não-tripulado da coalizão internacional contra um comboio do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) no norte do Iraque.

O comandante das operações da província de Ninawa, o general Neshm al Jabouri, explicou à Agência Efe que entre os falecidos figura o “wali” ou governador do EI na zona de Sherqat, identificado como Marauan Fathi Salman.

O bombardeio ocorreu perto de Sherqat, a 85 quilômetros de Mossul, alvo habitual dos ataques da coalizão, liderada pelos EUA, já que nela ficam várias posições jihadistas.

O EI transfere soldados desde essa zona às frentes de batalha da cidade de Biji, na província de Saladino, e da região ocidental de Al-Anbar.

Por outro lado, o Ministério do Interior iraquiano informou em comunicado que unidades especiais mataram 14 supostos terroristas em uma operação na zona de Hoseiba, em Al-Anbar.

Outros 15 extremistas morreram em uma batida de segurança nos arredores de Biji, onde a polícia apreendeu foguetes e dezenas de artefatos explosivos, segundo Interior.

O Iraque enfrenta desde junho de 2014 uma cruel guerra contra o EI, que conquistou amplas zonas do território do Iraque e proclamou um califado neste país e na vizinha Síria.EFE