Campanha de Alckmin sabe com quem deve brigar, mas não sabe encaixar o golpe

  • Por Carlos Andreazza/Jovem Pan
  • 28/06/2018 07h59
SecomÉ uma obviedade que a chance de Geraldo Alckmin ir ao segundo turno passa por vencer – por derrubar – Jair Bolsonaro

A esquerda, seja com o candidato de Lula, seja com Ciro Gomes, estará no segundo turno. É, portanto, uma obviedade que a chance de Geraldo Alckmin ir ao segundo turno passa por vencer – por derrubar – Jair Bolsonaro.

Com vantagem evidente para o deputado federal, eles disputam uma vaga. Mesmo considerando o padrão histórico molenga do PSDB, é surpreendente que a campanha dos tucanos tenha demorado tanto a perceber quem é o adversário do ex-governador de São Paulo.

Constatação feita, agora – com atraso – passam a tentar desconstruir Bolsonaro. Estão ainda tateando nisso. Não será fácil. A verdade é que ninguém tem ideia de como desmontar o candidato do PSL.

Até aqui, ataques diretos ao chamado “mito” tiveram efeito reverso; daí por que fiz a comparação com a massa de pão, que mais cresce quanto mais apanha.

Eis onde se encontra a campanha de Alckmin: sabe finalmente com quem deve brigar por uma vaga no segundo turno, mas não tem ideia de como encaixar um golpe.