Carlos Andreazza: Parte dos militares na reforma é equívoco completo

  • Por Jovem Pan
  • 21/03/2019 08h55
Vitorino Junior/Estadão Conteúdo Há vício de origem na formulação da parte relativa aos militares, um privilégio de um conjunto que pretendia combater privilégios

O Governo enfim cumprindo a data que prometera apresentou a reforma da Previdência dos militares. A alegria acaba aí, cumpriu a palavra, mas o futuro quenos aguarda é perigoso. Há vício de origem na formulação da parte relativa aos militares, um privilégio de um conjunto que pretendia combater privilégios.

Confira o comentário completo de Carlos Andreazza: