Coreia do Norte lembra 102º aniversário de seu fundador Kim Il-sung

  • Por Agencia EFE
  • 15/04/2014 03h24

Seul, 15 abr (EFE).- A Coreia do Norte lembra nesta terça-feira o 102º aniversário de nascimento de seu falecido fundador, Kim Il-sung, o feriado mais importante do ano no país comunista que começou com uma homenagem do atual líder Kim Jong-un a seu avô e “presidente eterno”.

Assim como em edições anteriores, o jovem dirigente norte-coreano compareceu de madrugada ao Palácio do Sol de Kumsusan, onde jaz o corpo embalsamado de Kim Il-sung, ao qual prestou reverência, segundo o relato da agência de notícias estatal “KCNA”.

Kim Jong-un foi acompanhado em sua visita ao palácio pelo vice-marechal Choe Ryung-hae, considerado o número 2 do regime, e o ministro das Forças Armadas Populares, Jang Jong-nam, informou a agência.

Os acompanhantes do líder “se comprometeram a completar a causa revolucionária e a política songun (os militares primeiro)” iniciada por seus dois antecessores, segundo a “KCNA”.

O aniversário de Kim Il-sung, também conhecido como o “Dia do Sol”, é o feriado de maior destaque na Coreia do Norte, um país caracterizado pelo culto exacerbado à personalidade dos três líderes da dinastia Kim, que o governam desde a sua fundação em 1948.

No entanto, o grande hermetismo que envolve o Estado “juche” (ideal socialista baseado na autossuficiência aplicado por Kim Il-sung) faz com que seja impossível saber, por enquanto, quais os eventos que acontecerão nessa data.

No dia 15 de abril do ano passado foi possível observar homenagens com oferendas de flores às estátuas do fundador do país, mas não aconteceram desfiles militares ou qualquer outro tipo de demonstração de força.

O “presidente eterno” Kim Il-sung, nascido no dia 15 de abril de 1912, fundou o Estado comunista norte-coreano em 1948, e o liderou até sua morte em 1994.

Hoje, seu corpo embalsamado descansa em Kumsusan junto ao de seu filho e sucessor, Kim Jong-il, e são objetos de culto no país. EFE