Cuba cancela alerta de ciclone para tempestade Erika

  • Por Agencia EFE
  • 29/08/2015 22h19

Havana, 29 ago (EFE).- A Defesa Civil Nacional de Cuba determinou neste sábado que as províncias em “alerta de ciclone e fase informativa” retornem à normalidade após o enfraquecimento da tempestade Erika em sua passagem para “onda tropical”, mas alertou que deve ser prestada atenção às chuvas.

“Levando em conta que a tempestade tropical Erika se debilitou (…) e seus efeitos não representam um perigo para o país se decidiu que as províncias de Guantánamo, Santiago de Cuba, Granma, Holguín, Las Tunas, Camagüey e Ciego de Ávila, passem à normalidade”, informa uma nota do Instituto de Meteorologia divulgada pela imprensa local.

A Defesa Civil advertiu, além disso, que se deve “continuar prestando atenção à ocorrência de chuvas locais que pudessem ocorrer como resultado desta onda tropical”.

Cuba decretou na sexta-feira a fase de “alerta de ciclone” para as províncias de Guantánamo, Santiago de Cuba, Granma e Holguín, na região oriental, e também estabeleceu a fase “informativa” para outras regiões do leste como Las Tunas, Camagüey e Ciego de Ávila.

Apesar de seu enfraquecimento ao chegar hoje ao país após passar pelo Haiti e pela República Dominicana, o Erika trouxe chuvas sobre o território oriental cubano, que segundo prevê o Instituto de Meteorologia de Cuba, se estenderão também para as regiões centrais e ocidentais na madrugada e na manhã do domingo.

O último grande furacão que passou por Cuba foi o Sandy, que em outubro de 2012 castigou várias províncias orientais onde causou 11 mortos e muitos danos em imóveis, cultivos, nas redes elétricas e de comunicações. EFE