Desfile do Orgulho LGBT no Rio mistura festa e reivindicações

  • Por Agencia EFE
  • 16/11/2014 18h20

Rio de Janeiro, 16 nov (EFE).- O grande desfile do orgulho da comunidade de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais (LGBT) no Rio de Janeiro reuniu neste domingo milhares de pessoas na praia de Copacabana, mas foi marcado por um grande número de roubos.

Dezenas de milhares de pessoas participaram da festa, que contou com “drag queens” com fantasisas vistosas e cheias de pluma e com uma enorme bandeira com as cores do arco-íris, sob a qual muitas pessoas dançaram ao som de música eletrônica.

Antes do desfile, houve pronunciamento de vários representantes de organizações defensoras dos direitos dos homossexuais que pediram a consagração do casamento entre as pessoas do mesmo sexo e a tipificação do delito de homofobia.

Segundo um recente relatório do Grupo Gay da Bahia, neste ano foram registrados 218 assassinatos de homossexuais ou transexuais no Brasil, o que coloca o país como um dos mais perigosos do mundo para a comunidade LGBT.

O desfile gay esteve marcado por um grande número de roubos, especialmente ocorridos antes do início do desfile, durante a concentração, e também pelas agressões a alguns ladrões que foram detidos por agentes de segurança, segundo constatou a Agência Efe.

A organização também aproveitou o evento para desenvolver ações de conscientização de saúde, no marco da qual foram distribuídos 200 mil preservativos masculinos e cinco mil femininos e 100 mil unidades de gel lubrificante.

O desfile do Rio de Janeiro, que chegou a sua 19ª edição, é o segundo maior do país, depois do de São Paulo. EFE

mp/ff