Disputa pelas presidências da Câmara e do Senado marcam a semana política

  • Por Jovem Pan
  • 26/01/2015 15h39

Renan Calheiros (PMDB) em 2013Renan Calheiros (PMDB)

Em sua volta de recesso, o comentarista político da Jovem Pan Fernando Rodrigues abordou os seguintes assuntos:

  • A agenda política desta semana tem como destaques:
  • Expectativa sobre as eleições dos novos presidentes da Câmara e do Senado
  • 1º de fevereiro – domingo – todos os novos congressistas tomam posse
  • Crise hídrica – primeira reunião ministerial com os 39 ministros
  • 3ª Reunião de Cúpula de Estados Latino-americanos e Caribenhos

Presidências das Casas

Renan Calheiros (PMDB) é favorito a se reeleger para o Senado. Porém seu nome pode estar incluso entre os investigados pela Operação Lava Jato

Na Câmara, Eduardo Cunha (PMDB) e Arlindo Chinaglia (PT) disputam a cadeira máxima da casa legislativa dos deputados federais. Dependendo do resultado, pode haver uma grande encrenca política para Dilma Rousseff.

Novo STF

O processo está parado para a escolha do novo nome que substituirá o ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa.

O nome deve ser anunciado no início de fevereiro. Há dois favoritos nos bastidores: Benedito Gonçalves, ministro do Superior Tribunal de Justiça, juiz de carreira (que tem um pensamento mais alinhado a Ricardo Lewandowski) e Heleno Torres, advogado tributarista renomado.

Com a definição de Dilma, o único ministro do STF não indicado por um governo petista será Gilmar Mendes.

Ouça detalhes no áudio acima