Dono de loja com explosivos é procurado após tragédia com 88 mortos na Índia

  • Por Agencia EFE
  • 13/09/2015 17h40

Nova Délhi, 13 set (EFE).- A polícia procura o proprietário de uma loja que armazenava explosivos junto ao restaurante onde uma detonação deixou pelo menos 88 mortos e cerca de 100 feridos no estado indiano de Madhya Pradesh, cujo governo ofereceu uma recompensa pela captura dos culpados, informaram neste domingo fontes oficiais.

“Os trabalhos de resgate já terminaram”, disse à Agência Efe a superintendente adjunta da Polícia do distrito de Jhabua (centro), Seema Alva, em alusão aos trabalhos de busca de possíveis sobreviventes entre os escombros do edifício caiu.

O proprietário de uma loja contígua onde era armazenado um tipo de explosivo utilizado em mineração na zona, Rajendra Kasawa, está sendo procurado, afirmou esta oficial.

O dono tinha licença de venda de explosivos, mas seu armazenamento está proibido em zonas residenciais como onde aconteceu a detonação, por isso que o mesmo está sendo acusado de homicídio, declarou um porta-voz policial, A. R. Khan, à agência local “PTI”.

O chefe de governo regional, Shivraj Singh Chouhan, visitou a zona da explosão e vários feridos no hospital, embora em sua chegada uma multidão o impediu durante alguns momentos de passar enquanto acusava as autoridades de negligência no controle de explosivos, segundo televisões locais.

Chouhan anunciou uma recompensa de 100 mil rúpias (US$ 1,5 mil) para quem ajudar a capturar os culpados.

O fato aconteceu ontem por volta das 8h30 local (0h30, em Brasília) na cidade de Petlawad, de cerca de 12 mil habitantes, quando vários clientes tomavam café da manhã em um popular restaurante situado diante de uma parada de ônibus na qual esperavam muitos passageiros.

Os feridos foram transferidos a hospitais da zona, situada a 300 quilômetros da capital do estado, Bhopal.

Este tipo de fato é frequente na Índia, embora sem um número tão elevado de vítimas.

Em 2009, 12 pessoas morreram, a metade crianças, e 20 ficaram feridas após a explosão de uma carga em um imóvel no estado meridional de Andhra Pradesh.

Nesse mesmo ano, quatro pessoas perderam a vida em um fato similar em um imóvel onde eram fabricados clandestinamentde explosivos, na região oriental de Orissa. EFE