EUA condenam atentados atribuídos a Boko Haram na Nigéria e em Camarões

  • Por Agencia EFE
  • 24/07/2015 12h19

Washington, 24 jul (EFE).- O governo dos Estados Unidos condenou nesta sexta-feira os atentados terroristas que nesta quarta-feira deixaram meia centena de mortos e 70 feridos nas cidades de Gombe, na Nigéria, e Maroua, no nordeste de Camarões, atribuídos ao Boko Haram.

O viceportavoz do Departamento de Estado, Mark Toner, expressou em comunicado a “forte condenação” do governo americano “aos atentados suicidas horrendos e indiscriminados do Boko Haram no mercado central e no bairro residencial de Barmare em Maroua, nos Camarões, e as múltiplas explosões contra duas estações de ônibus na cidade nigeriana de Gombe”.

“Boko Haram continua fazendo um uso desalmado de crianças como terroristas suicidas para atentados indiscriminados contra homens, mulheres e crianças, o que destaca a brutalidade sem sentido do grupo”, assegurou Toner, reiterando o compromisso dos EUA, de trabalhar com Camarões, Nigéria e outros países da bacia do Lago Chade para derrotá-lo.

Pelo menos 15 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas no duplo atentado suicida realizado pelo grupo jihadista nigeriano Boko Haram na cidade cameronesa de Maroua, que segundo testemunhas poderiam ter sido realizados por duas mulheres.

No estado nigeriano de Gombe, no nordeste do país, dois atentados em duas estações de ônibus deixaram pelo menos 30 pessoas mortas e 67 ficaram feridas.

Embora ninguém tenha se responsabilizado por estes ataques na Nigéria, se suspeita que poderia tratar-se de uma nova ação do Boko Haram, que durante o mês do Ramadã intensificou sua campanha de atentados no nordeste nigeriano.

“Os Estados Unidos elogiam as forças de segurança de Camarões, Chade, Níger e Nigéria por sua resposta a estes e outros ataques recentes contra civis inocentes”, acrescentou Toner em seu comunicado. EFE