Governo se esforça para ter o controle da CPI da Petrobras

  • Por Jovem Pan
  • 15/05/2014 17h08

Um dos ditados que regem uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) diz respeito à sua imprevisibilidade: “sabe-se como começa, mas ninguém sabe como termina”. No caso da CPI da Petrobras, instalada nesta quarta, porém, Governo, porém, está está tomando todas as providências para ter o controle total e para que quase nada fuja de seu controle.

O plano de trabalho dessa CPI determina que seja investigado o Porto de Suape, em pernambuco, por exemplo, plano esse elaborado pelo PT. O cronograma também não inclui os ex-diretores da Petrobras que integravam o copnselho da estatal em 2006, quando foi feito o péssimo negócio em Pasadena, com o aval de Dilma Rousseff, então ministra da Casa Civil.

Por enquanto, é uma “CPI chapa branca”, avalia Fernando Rodrigues, comentarista político Jovem Pan, para acomodar interesses do governo. Dos treze integrantes, apenas um é da oposição.

Isso faz parte de uma estratégia que Rodrigues classifica como “esquisita” do Democratas e do PSDB, que se recusaram a indicar nomes, pois querem uma CPI mista, com deputados e senadores, o que talvez ocorra na semana que vem.

Confira o comentário completo no áudio acima.