GP da Hungria terá 10º capítulo da luta pelo título e homenagens a Bianchi

  • Por Agencia EFE
  • 23/07/2015 13h40

Redação Central, 23 jul (EFE).- Separados por 17 pontos, o britânico Lewis Hamilton e o alemão Nico Rosberg, companheiros de Mercedes entram na segunda metade da temporada da Fórmula 1 prometendo mais um duelo acirrado, agora no Grande Prêmio da Hungria, que será marcado por homenagens ao francês Jules Bianchi.

O atual campeão lidera a competição com 194 pontos e vem de vitória na Grã-Bretanha, na nona de 19 provas na temporada. Nos últimos três GPs, o piloto conseguiu voltar a abrir vantagem confortável, após duas primeiras colocações consecutivas do rival, na Espanha e Mônaco.

Nesta quarta-feira, Hamilton prometeu uma prova com muitas emoções, para celebrar a memória de Bianchi, que morreu na última sexta-feira após nove meses em coma, em decorrência de acidente sofrido em 5 de outubro, no circuito de Suzuka.

“Sei que ele gostaria que pilotássemos forte e é isso o que farei”, garantiu o líder do Mundial.

Antes da largada para a décima etapa da temporada, será prestado um minuto se silêncio no circuito de Hungaroring. Além disso, a FIA já anunciou que o número 17, que era utilizado pelo francês, será aposentado – nesta temporada, nenhum piloto o escolheu.

Único piloto a quebrar o domínio da Mercedes na temporada, ao vencer Grande Prêmio da Malásia, o alemão Sebastian Vettel, espera repetir o feito do australiano Daniel Ricciardo, que subiu pela segunda vez ao pódio em 2014, justamente, na Hungria.

O quatro vezes campeão mundial está com 135 pontos na tabela de classificação, e precisa de muita regularidade, e torcida para problemas com Hamilton e Rosberg, para entrar na briga pelo título. A Ferrari, no entanto, precisará lutar para ficar outra vez mais perto da Mercedes do que ameaçada pela Williams.

Piloto da escuderia inglesa, Felipe Massa quer manter em Hungaroring a franca recuperação na temporada, tanto é que pode terminar a prova deste fim de semana, na quarta colocação na temporada, a frente, inclusive, do companheiro de equipe.

O posto que almeja o brasileiro é ocupado pelo finlandês Valteri Bottas, com 77 pontos, seguindo por outro piloto do país escandinavo Kimi Raikkonen, da Ferrari, que tem 76. Massa, que foi terceiro na Áustria e quarto na Grã-Bretanha, está com 74.

Circuito com 4.381 quilômetros de extensão, Hungaroring é um dos mais desafiadores da temporada, com 14 curvas, seis a esquerda e oito a direita, em que as ultrapassagens são sempre muito difíceis. Hamilton é o maior vencedor junto com Michael Schumacher, com quatro vitórias.

A primeira atividade programada no GP é o treino livre desta sexta-feira, às 5h (horário de Brasília). Após duas atividades de prática, o treino de classificação será no sábado às 9h (de Brasília), mesmo horário da largada, no domingo, para a primeira das 70 voltas. EFE