Hummes revela apreensão de Francisco momentos antes de ser eleito papa

  • Por Jovem Pan
  • 18/04/2014 10h42

Dom Claudio Hummes participou no início da madrugada desta sexta-feira (18) do tradicional “Sermão da Paixão, Segundo a JOVEM PAN” e destacou a nova era vivida pela Igreja Católica a partir da escolha no papa Francisco para liderar os fiéis de todo o mundo.

“Nós estamos nos dando conta de como a Igreja está num novo tempo com esse novo papa, um papa latino-americano, papa Francisco. Um papa que quer, de fato, uma igreja pobre para os pobres. E é nesse novo tempo que nós estamos celebrando a Pascoa”, falou.

Hummes explicou ainda que antes da chegada de Francisco, os católicos estavam “um pouco tristes” por causa dos diversos escândalos envolvendo a Igreja. Porém, agora os fiéis, segundo ele, estão novamente de cabeça erguida com a esperança de “um salto para a frente”.

Questionado sobre como foi o escolhido o nome de Francisco para o atual papa, o religioso revelou o que ouviu do próprio pontífice.

“Enquanto estavam sendo contados os votos, enquanto as coisas pioravam para ele, no sentido de que ele estava ameaçado de ser eleito papa, ele dizia que então Dom Claudio, meu amigo, me encoraja. E de fato, era isso”, declarou.

Ele continuou contando que, de vez em quando, cochichava “alguma coisa” no ouvido do, então, cardeal. “Quando chegou aos 77 votos, ‘ele contou, eu tinha os votos suficientes para estar eleito’ e foi ali que teve um grande aplauso na Capela Sistina. Diz ele ‘Dom Cláudio me abraçou, me beijou no rosto e me disse no ouvido não te esqueça dos pobres’”, revelou.

Hummes também disse que foi um ato espontâneo, que não havia preparado e apenas estava feliz por ter Francisco ao seu lado. Ouça mais detalhes no áudio.