Jovem é presa na Espanha por trabalhar para jihadistas

  • Por Agencia EFE
  • 07/09/2015 11h20

Madri, 7 set (EFE).- A polícia espanhola prendeu nesta segunda-feira uma jovem de 19 anos que realizava trabalhos de apoio logístico para a organização terrorista jihadista Estado Islâmico (EI), além de atividades de doutrinamento e captação de pessoas para enviá-las a zonas de combate.

A prisão aconteceu na cidade de Figueras, no nordeste da Espanha, próxima à fronteira com a França, informou o Ministério de Interior.

A detenção foi fruto da análise dos interrogatórios de Ayoub Moutchou, detido na sexta-feira em Stuttgart, na Alemanha, em uma operação conjunta entre a BKA alemã e a polícia espanhola.

A jovem detida hoje se dedicava a enviar combatentes e a fornecer contatos e rotas seguras das viagens para as áreas controladas pelo EI no Oriente Médio, e assessorava membros ativos da organização terrorista sobre as medidas de segurança que deveriam adotar em seu itinerário.

Ela também interagia nas redes sociais com pessoas de perfis radicais próximos de sua ideologia, e buscava estabelecer uma ampla rede de apoio e colaboração com o EI, além de divulgar seu ideário e seus atos terroristas.

Segundo a polícia, a prisão da jovem neutralizou uma célula muito ativa na divulgação da ideologia do EI, na captação de novos combatentes jihadistas e que oferecia um determinante apoio logístico.

O ministro do Interior, Jorge Fernández Díaz, ressaltou hoje que, neste ano, foram detidas e colocadas à disposição da justiça 70 pessoas acusadas de terem vínculos com o jihadismo e em particular com o EI. EFE