Brasil tem “mania de perseguição”: problema da carne é a corrupção

  • Por Jovem Pan
  • 18/07/2017 07h47
BRA107. LAPA (BRASIL), 21/03/2017 - Vista general de la línea de producción de la compañía del grupo cárnico JBS Seara en la ciudad de Lapa, estado de Paraná, Brasil, la cual fue inspeccionada por el ministerio de Agricultura de Brasil, Blairo Maggi, hoy martes 21 de marzo de 2017. Según la policía, varias de las principales cárnicas del país, entre ellas JBS y BRF, con la complicidad de fiscales sanitarios corruptos, "maquillaron" con productos químicos carnes que estaban en mal estado y no cumplían con los requisitos para la exportación.EFE/Joédson Alves“Temos no Brasil sempre a mania de perseguição. O problema da carne, tem corrupção no Brasil e vai envolver fiscais", diz Villa

Ministro da Agricultura acredita que os Estados Unidos podem retomar a importação de carne brasileira em até 60 dias.

Blairo Maggi garantiu que não há motivo político para a Casa Branca manter o embargo.

“Temos no Brasil sempre a mania de perseguição. O problema da carne, tem corrupção no Brasil e vai envolver fiscais. A JBS comprava fiscais. É questão na esfera dos frigoríficos e não há fiscalização adequada”, diz Marco Antonio Villa.

Assista ao comentário completo: