Investigações no caso Marielle estão em uma lentidão incrível

  • Por Jovem Pan
  • 14/05/2018 08h11
Reprodução/GloboVereador do PHS que estaria envolvido com milícias é suspeito de participar do assassinado de Marielle

Gravações telefônicas mostram proximidade entre milicianos e vereador suspeito no caso Marielle.

Em áudio obtido pela polícia, Marcelo Siciliano e membro de grupo criminosos se cumprimentam, chamando um ao outro de “irmão”.

Marco Antonio Villa comenta: ele é do partido humanista e diz que foi indicado ao prêmio Nobel da Paz.

“As investigações estão numa lentidão incrível, parece o Ganso”.

Assista ao comentário: