Marco Antonio Villa: Carlos Bolsonaro é influência nefasta e comete crime ao divulgar áudio

  • Por Jovem Pan
  • 14/02/2019 07h42
Dida Sampaio/Estadão ConteúdoDivulgando áudio do pai? O que você fez é um crime! Você divulga áudio porque não gosta de Bebianno, mas e nós com isso? Você tem de ir embora! Some, homem!

Pressionado, Gustavo Bebianno garante que não vai pedir demissão. Ligado a escândalo de candidaturas laranjas em Pernambuco, o ministro da Secretaria-geral da Presidência apontou, porém, que espera a decisão de Jair Bolsonaro.

De volta a Brasília após receber alta, o presidente disse que Gustavo Bebianno terá que deixar o Governo se estiver mesmo envolvido em irregularidade durante as eleições. Em entrevista à TV Record, Jair Bolsonaro reforçou que ainda não tratou do caso com o ministro e que pediu que a Polícia Federal investigue esse assunto.

Nesta quarta-feira (13), Carlos Bolsonaro afirmou que Bebianno mentiu ao dizer que teria falado com o presidente três vezes na terça-feira. Para comprovar que está certo, o filho de Bolsonaro divulgou áudio que o presidente teria mandado a Bebianno enquanto ainda estava internado em São Paulo.

“Estamos falando há semanas sobre o mal que faz ao Governo os filhos do presidente. No caso em tela o Carlos, que é o mais perigoso de todos. O que aconteceu é inaceitável. Um filho de presidente, deixar de ser vereador… vai ser vereador! O senhor é uma influência nefasta junto a seu pai. Divulgando áudio do pai? O que você fez é um crime! Você divulga áudio porque não gosta de Bebianno, mas e nós com isso? Você tem de ir embora! Some, homem!”, diz Marco Antonio Villa.

Confira o comentário completo: