Marco Antonio Villa: Não se apresenta reforma dizendo que ela possui ‘gordura a ser cortada’

  • Por Jovem Pan
  • 27/02/2019 10h15
Luis Macêdo/Câmara dos DeputadosA negociação deve ser feita por profissionais, líderes reconhecidos por seus liderados

O Governo padece de uma enorme dificuldade na coordenação política entre Executivo e Legislativo. A questão chave é a aprovação da reforma da Previdência. Rodrigo Maia, presidente da Câmara, afirmou que esta é a reforma mais amarga. Isso pega diretamente no indivíduo. Por outro lado, pelo que apresentou o Ministério da Economia, estudos apontaram efeitos positivos na recuperação econômica. O Governo, entretanto, apresenta a reforma aos parlamentares com “uma gordura que pode ser cortada”. Mas quando se inicia uma negociação, você não diz isso. A negociação deve ser feita por profissionais, líderes reconhecidos por seus liderados. Governo encaminhou mal o conjunto das lideranças.

Confira o comentário completo de Marco Antonio Villa: