Melhores dos treinos, Hamilton e Rosberg prometem disputa intensa em Monza

  • Por Agencia EFE
  • 04/09/2015 18h40

Redação Central, 4 set (EFE).- O inglês Lewis Hamilton, líder do mundial de Fórmula 1, e o alemão Nico Rosberg, vice-líder, ambos da Mercedes, fizeram os melhores tempos desta sexta-feira nos treinos livres para o Grande Prêmio da Itália, disputado no circuito de Monza, e prometeram uma disputa acirrada para o fim de semana.

“Temos que manter tudo em ordem durante o fim de semana. Como sempre, vou ser muito honesto com Nico (Rosberg), já tenho vontade de começar a batalha”, disse Hamilton, que repetiu o melhor tempo no segundo treino livre, com 1min24s279.

Segundo o bicampeão mundial da categoria, o desempenho nos treinos desta sexta-feira esteve de acordo com o planejamento da equipe.

“Hoje foi um dia bom, definitivamente um bom dia de testes no que diz respeito ao nosso programa, mas um grande dia. Tive que parar um pouco durante a segunda sessão, mas só para que a equipe checasse alguns picos no sistema de dados, que no final estavam ok”, analisou o piloto, que vem da sexta vitória da temporada, em Spa Francorchamps, na Bélgica.

Apesar de ter feito a melhor marca de hoje, o piloto afirmou que ainda é preciso fazer ajustes para que o carro atinja o verdadeiro potencial na prova.

“Não é nada muito importante, só pequenos retoques aqui e ali que podem dar esse pequeno algo a mais. O carro está bem e a equipe está fazendo um trabalho extraordinário”, comentou o inglês, que este sábado buscará a 49ª nona pole position na F1.

Principal rival e companheiro de equipe de Hamilton, Nico Rosberg, que marcou o segundo melhor tempo de hoje, declarou que “a simulação da qualificação foi muito acirrada em relação a Lewis”.

“É sempre fascinante retornar a Monza. Os torcedores são incríveis. A pista é muito interessante, com partes de freadas bruscas, chicanes baixas e muitas seções de alta velocidade”, explicou.

Com apenas 21 milésimos a mais que o piloto inglês no segundo treino livre, Nico disse que espera uma prova com alto nível de concorrência no domingo.

“A diferença para Lewis foi muito baixa na simulação da qualificação. Parece que pode ser uma disputa difícil entre nós, estou otimista para o fim de semana”, comentou. EFE