O que vai ser relevante no poder e na política nesta semana

  • Por Jovem Pan - Brasília
  • 28/04/2014 17h43

Como é de costume às segundas-feiras, Fernando Rodrigues, comentarista Jovem Pan, informa a agenda política da semana.

Novamente, a principal expectativa no Senado é a CPI da Petrobras. O presidente da casa, Renan Calheiros, foi obrigado a instalar a investigação, em decisão de Rosa Weber, do STF, o que seria uma “grande derrota para o Governo Dilma”, avalia Fernando.

Já na Câmara dos Deputados, deve ser decidido se será aberto processo contra Andre Vargas (PT-PR), ex-vice-presidente da Câmara, e acusado de envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal.

Pelas campanhas eleitorais ainda não oficiais, Dilma Rousseff vai entregar muitas unidades do “Minha Casa Minha Vida”. Terça e quarta a presidente visita cidades da Bahia, Feira de Santana e Camaçari. Além disso, Dilma vai aparecer falando no feriado de primeiro de maio (quinta) na tv e rádio.

Nesta segunda, o pré-candidato do PSDB, Aécio Neves, participou de evento na Associação Comercial de São Paulo. Quarta-feira, ele vai a Ribeirão Preto a um evento agropecuário. Na sexta, Aécio vai a Comandatuba (BA) para encontro de empresários.

Nesta segunda também, Eduardo Campos e Marina Silva almoçaram com empresários em São Paulo.

Na terça à tarde, por volta das 16h, o PR (antigo PL) vai se reunir com Dilma para anunciar apoio a ela como candidata a presidente, uma medida importante, tendo em vista as recentes dificuldades que tem enfrentado.

Na noite desta segunda, dará entrevista ao Roda Viva o pré-candidato ao Governo de São Paulo pelo PT, Alexandre Padilha. Provavelmente, terá que dar explicações sobre sua relação com André Vargas, ameaçado de cassação.

Fernando Rodrigues fala mais detalhadamente também sobre a CPI da Petrobras e a tentativa de Aécio Neves de criar uma base mais forte de apoio com o PSDB de São Paulo. Confira no áudio acima.