Papa Francisco teria sugerido que animais vão para o céu

  • Por Jovem Pan
  • 14/12/2014 10h58

Ao falar sobre a vida após a morte durante uma audiência semanal no Vaticano no mês passado, o papa Francisco parece ter sugerido que os animais vão para o paraíso bíblico. “As Sagradas Escrituras nos ensinam que o cumprimento desse maravilhoso projeto também afeta tudo ao redor de nós”, disse. As informações são do jornal The New York Times.

A declaração e repercussão na imprensa italiana e mundial animaram defensores dos animais.

Já Charles Camosy, autor e professor de etica cristã na Universidade de Fordham disse ao The New York Times que é difícil precisar o que Francisco quis dizer, já que a “linguagem pastoral não é feita para ser dissecada por acadêmicos”.

Teologos explicam que Francisco fez uma fala casual, não uma declaração doutrinária.

A reportagem do jornal americano lembra que a questão de se animais têm alma ou não é antiga na Igreja Católica.

O Papa Pio IX defendia que os animais não têm consciência. João Paulo II, porém, afirmou nos anos 1990 que “os animais estão tão perto de Deus quanto os homens”.

Bento XVI, por outro lado, voltou à crença de Pio e disse que a morte de um animal “significa apenas o fim de sua existência na terra”.